25 de jun de 2011

Primeiro Carro Elétrico Brasileiro

Pompéo, o primeiro carro elétrico brasileiro:
O universo dos carros movidos por energia elétrica não está mais restrito aos Estados Unidos e à Europa. Aqui no Brasil, já surgem alguns projetos muito interessantes que devem começar a ser vistos pelas ruas nos próximos anos. O Tecmundo foi até a Universidade Tecnológica Federal do Paraná para conhecer o projeto Pompéo, coordenado pelo Escritório Verde do professor Eloy Casagrande Júnior.

Pompéo é o sobrenome do idealizador do projeto: Renato Cesar Pompeo. Esta é primeira vez que um projeto brasileiro para a criação de carros elétricos elimina conceitos já utilizados por montadoras. Ao contrário de outros veículos do gênero, o Pompéo utiliza design criado especialmente para ele. São três rodas (duas dianteiras e uma traseira) e espaço para apenas duas pessoas.

Eloy Casagrande Júnior nos informou que os projetos serão disponibilizados para outras montadoras. Dessa forma, a concorrência seria estimulada e ainda mais pessoas poderiam ter acesso ao modelo de “mobilidade sustentável” imaginado pelos principais responsáveis.

Autonomia

Essas cargas completas permitem boas distâncias a serem percorridas pelos motoristas. Em superfícies planas, a bateria pode garantir autonomia de até 200 km. Logicamente, em subidas esse valor pode cair um pouco, mas deve ser compensado pelo economizado em descidas.

Em cidades grandes, essa quilometragem pode permitir que os proprietários do Pompéo vão e voltem de seus postos de trabalho várias vezes antes que seja necessário recarregar as baterias utilizadas. A autonomia de 200 km não permite grandes viagens, mas no futuro é provável que as baterias sejam melhoradas para aguentar maiores distâncias.

Velocidade

Como o próprio coordenador do projeto informou, o Pompéo deve ser produzido para trechos urbanos, criando um novo conceito de mobilidade sustentável às cidades brasileiras. Por essa razão, o veículo não deve passar dos 90 km/h, mais que suficiente para trajetos percorridos em médias e grandes cidades.

Custos de recarga

Um dos maiores problemas relacionados à utilização de combustíveis é o preço cobrado pelo litro. Atualmente, com R$ 2,50 é possível abastecer um litro de gasolina e percorrer cerca de 10 quilômetros. Com esse mesmo valor aplicado ao carregamento por energia elétrica, a autonomia é de quase 60 quilômetros. Caso o proprietário possua painéis de captação solar, esse valor é reduzido a zero. Isso acontece por uma razão bastante óbvia: a luz do sol é gratuita.

Confiram um vídeo com mais detalhes do carro elétrico brasileiro:


autor: Renan Hamann

Só quero ver se as multinacionais automobilísticas irão permitir um carro elétrico por uns 30 mil. É bem provável que boicotem o projeto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.