26 de fev de 2011

Google Muda Resultado de Buscas

Google reformula seu algoritmo de buscas:
Principal objetivo da mudança é eliminar informações repetidas e priorizar quem investe na criação de novos conteúdos.

A Google anunciou nesta quinta-feira (24 de fevereiro) que fez uma reformulação substancial na forma como seu algoritmo de busca funciona. Segundo o comunicado oficial da companhia, o objetivo é entregar conteúdos relevantes ao usuário no menor tempo possível. O objetivo da mudança é priorizar sites produtores de novidades, deixando de lado aqueles que simplesmente copiam notícias e fazem links para outros endereços.

Apesar da maioria das mudanças serem sutis, a Google afirma que elas já tiveram um impacto capaz de modificar 11,8% dos resultados clicados. Quem sai perdendo com essa mudança são os sites com conteúdo pobre, que em geral são responsáveis por grande quantidade de spam e não ajudam os usuários a encontrar aquilo de que precisam.

A companhia deixou claro que as mudanças realizadas nada têm a ver com os dados coletados pelo aplicativo Personal Blocklist, lançado na semana passada. Este aplicativo para o Google Chrome permite que os usuários bloqueiem sites considerados indesejados dos resultados feitos no sistema de busca da empresa, com a possibilidade de enviar estatística de uso para o desenvolvedor.

Porém, no post de divulgação do novo algoritmo, foram anunciadas coincidências nas listas dos sites mais bloqueados e aqueles que mais caíram nos rankings de pesquisa. Segundo a Google, 84% destes endereços perderam impacto quando comparados a opções com conteúdo mais relevante.

A novidade ainda está em caráter de testes, atualmente restrita ao site norte-americano. Porém, assim como os demais serviços da empresa, não deve demorar até que a novidade chegue aos demais mercados em que a Google atua.

autor: Felipe Gugelmin

Isso é bom. Vai matar a turma do copy & paste. Isso se o Google seguir mesmo o que promete.

24 de fev de 2011

Teste Seu Firewall

Descubra se o firewall do seu computador está vulnerável:
Ter um firewall apenas ativo não é sinônimo de segurança, então saiba se o seu está configurado corretamente.

Muita gente acha que basta ter um bom antivírus e um firewall ativado para se manter seguro enquanto navega. Para quem ainda não sabe, firewall é o sistema responsável por controlar as informações que entram e saem de um computador ou rede, ajudando a manter a segurança de ambos.

Apesar disto, não basta apenas ter um firewall (seja da Microsoft ou de terceiros) funcionando para que você esteja livre de problemas. É preciso também que ele esteja configurado de modo a proteger um PC de ataques externos, logo, realizar testes que colocam à prova estas configurações é uma boa forma de encontrar erros e evitar maiores problemas.

A dica de agora é de um serviço online, um site, que realiza este tipo de teste. O Shields Up!! (clique aqui para acessar) é um medidor de vulnerabilidade capaz de fazer sete tipos de testes, sendo que três deles estão diretamente ligados a questão de firewall.

Sabendo do que se trata
A primeira ação a ser tomada é ler as notas introdutórias do serviço. Se é a primeira vez que você faz uso do Shields Up!!, isto é imprescindível. Não há nada demais, apenas um breve relato de que seus dados não ficarão armazenados, tampouco serão usados de qualquer forma por qualquer pessoa, bem como uma descrição simples sobre como funcionam os testes. Se você estiver de acordo, clique em “Proceed”.

Os testes
Da barra que reúne os testes, reproduzida na imagem abaixo, nós usaremos os três primeiros: “File Sharing” para problemas relacionados ao compartilhamento de arquivos por meio de seu PC, “Common Ports” para verificar se portas estão abertas indevidamente em seu sistema, e, por fim, “All Service Ports” para escanear todas as portas e verificar quais estão abertas, fechadas ou escondidas.


Para realizar qualquer um destes testes não é preciso informar nada. Basta clicar sobre o botão referente a um deles e aguardar alguns segundos até que o resultado seja exibido na tela. Os resultados contam com diversas informações que deixam bem claro se o firewall de sua máquina está ou não com problemas, quais são estes problemas e o que pode ser feito para corrigi-los.

Se por um lado iniciar os testes é uma tarefa simples, analisar as informações prestadas por eles pode não ser tão tranquilo assim. Se forem encontrados problemas, provavelmente várias informações serão exibidas, e interpretá-las é essencial para consertar o que estiver errado com o firewall do computador.

autor: Douglas Ciriaco

Ipad 2 o Grande

Vídeo satiriza iPad 2 e mostra tablet gigante:
Usuário mostra como seria o funcionamento de um tablet de 27 polegadas.
Ao que tudo indica, o iPad 2 deve ser anunciado pela Apple no próximo dia 2 de março. Contudo, enquanto ele não chega às mãos dos consumidores, um usuário decidiu criar um vídeo com uma prévia irônica de como o novo tablet poderia ser.

Utilizando um iMac de 27 polegadas, o usuário Exkild publicou no Youtube a análise do gigantesco tablet. Deixando-o na vertical e simulando o efeito touchscreen, o resultado final impressiona, parecendo mesmo ser real. Além disso, Exkild “criou” aplicativos diferenciados, como o iMilk, que mostra o tablet produzindo leite.



autor: Wikerson Landim

Muito legal o vídeo. Ainda mais que muita gente imagina que o aparelho seja TUDO isso mesmo.

22 de fev de 2011

Mais PCs Vendidos no Brasil

Vendas de PCs no Brasil crescem 23,5% em 2010, diz IDC:

As vendas de computadores pessoais no Brasil em 2010 cresceram 23,5 por cento sobre o ano anterior, para 13,7 milhões de unidades, colocando o país na quarta posição mundial, atrás de Estados Unidos, China e Japão.

Segundo a empresa de pesquisa de mercado IDC, o volume comercializado ficou perto da previsão de vendas de 13,8 milhões de unidades feita em novembro e que havia revisto estimativa de início de 2010, em que a empresa havia calculado as vendas este ano em 13,2 milhões de PCs.

O destaque das vendas ficou com o terceiro trimestre, que registrou vendas de 3,6 milhões de equipamentos, segundo a IDC. "O quarto trimestre de 2010 mostrou um cenário diferente do que víamos no passado, quando eram vendidos mais computadores por conta do Natal. Com a antecipação do varejo nas compras de final de ano, o terceiro trimestre de 2010 foi mais forte", afirma a empresa de pesquisa em comunicado à imprensa.

Do total de PCs em 2010, os desktops corresponderam a 55 por cento das vendas e os notebooks a 45 por cento, tanto para consumidores corporativos quanto domésticos.

Porém, considerando somente o segmento doméstico, os notebooks superaram os desktops pelo quarto trimestre consecutivo, com 30 por cento a mais de vendas. A tendência já podia ser observada em relatórios anteriores.

Segundo o IDC, a passagem dos desktops para segundo plano deve se acentuar com o crescimento da popularidade dos computadores tablets. De acordo com outra pesquisa da consultoria, 100 mil tablets foram comercializados no país durante o ano passado.

autor: Priscila Jordão

21 de fev de 2011

Nova Tecnologia Wireless

Pesquisadores criam projeto que promete dobrar tráfego em redes wireless:
Tecnologia permite enviar e receber ondas de rádio, simultaneamente e sem interferências.

Pesquisadores da Universidade de Stanford descobriram um novo processo para que aparelhos wireless possam emitir e receber ondas de rádio, simultaneamente e sem interferência. Até agora, cientistas consideravam impossível realizar essa tarefa ao mesmo tempo, uma vez que, com exceção da telefonia, todos os equipamentos sem fio precisam "revezar" turnos para enviar e receber dados.

A tecnologia desenvolvida pelos pesquisadores pode baratear e tornar mais rápida a troca de dados nas redes wireless que existem atualmente, dobrando sua capacidade.

Pelo modelo desenvolvido em Stanford, os persquisadores colocaram duas antenas de transmissão - em vez de apenas uma – em um roteador e mais uma antena receptora no meio. As duas transmissoras passaram a interferir no sinal uma da outra, criando um ponto nulo acima da receptora. Dessa forma, o equipamento pode receber informações de outros pontos sem se confundir com os próprios dados emitidos. O processo é semelhante ao que fazem alguns fones de ouvido que anulam o som exterior.

O próximo passo para os pesquisadores é tornar a tecnologia comercialmente viável.

Veja o vídeo (em inglês) que explica o funcionamento da tecnologia:



fonte: olhar digital

Plugins Perigosos

Plug-ins desatualizados viram porta de entrada para cibercriminosos:
Pesquisa revela que as vulnerabilidades atingem hoje cerca de 40% dos plug-ins baseados em Java.
Uma análise dos principais navegadores de mercado detectou que os plug-ins - softwares que adicionam funções -, na maioria das vezes, não fazem atualizações automáticas de segurança e viram uma porta de entrada para que o usuário fique exposto na internet.

O levantamento, conduzido pela empresa de segurança Qualys, aponta que os plug-ins baseados em Java estão no topo da lista de vulnerabilidades, com 40% das instalações sem segurança. Já os plug-ins que usam o Adobe Reader aparecem em segundo lugar na lista de mais inseguros, com 32%, e os softwares baseados em Quicktime ocupam o terceiro lugar no ranking de vulnerabilidade, com 25%.

Se considerados apenas os principais navegadores de mercado (Chrome, Firefox, Internet Explorer, Opera e Safari), sem considerar os plug-ins, eles se demonstraram relativamente mais seguros. Apenas 25% deles apresentaram vulnerabilidades não testadas e a maioria faz atualizações automáticas para garantir a segurança dos usuários.

Especialistas em segurança acreditam que a próxima geração de navegadores deve reduzir o nível de vulnerabilidades, por conta do uso HTML5. Neste padrão, as funções de plug-ins não funcionam de forma independente.

fonte: olhar digital

Desde quando comecei a entender um pouco de computador o Java é a porta mais aberta pros vírus. Tanto que fiquei sem ele por muito tempo e em vários PCs. Infelizmente ele ainda é necessário pra alguns aplicativos. O Adobe Reader e o Quicktime acho que são bem dispensáveis.

18 de fev de 2011

Pirataria Forte no Brasil

Brasil ocupa o 4º lugar em pirataria de games:
O Brasil ocupa o quarto lugar em pirataria de games online no mundo, segundo relatório da Aliança Internacional de Propriedade Intelectual (IIPA) entregue ao governo americano e divulgado pela Associação de Software de Entretenimento (ESA) na terça-feira (15/2).

De acordo com a IIPA, o Brasil fica atrás apenas da Itália, China e Espanha em termos de pirataria de games, numa lista que inclui outros 35 países.

Pelo levantamento da Associação do Software de Entretenimento (grupo que reúne empresas como Ubisoft, Electronic Arts e Nintendo), as conexões em redes p2p (usadas para o compartilhamento de arquivos pela web) com trocas ilegais de arquivos e endereços de provedor localizados no Brasil totalizaram 9,2 milhões em 2010.

"A nossa indústria continua a crescer nos EUA, mas níveis epidêmicos de pirataria on-line travam as vendas e o avanço em vários países, incluindo Itália, China, Espanha, Brasil e França", disse, em nota, o presidente da associação, Michael Gallagher.

Além da pirataria on-line (via programas como eMule), o setor reclama da falta de fiscalização para combater a venda de produtos ilegais na rua e as modificações nos consoles que permitem que eles rodem jogos piratas.

A estimativa é que até 95% dos consoles no Brasil tenham sido alterados para aceitar jogos piratas.

Segundo a associação americana, as taxas e os impostos são um "incentivo" para a indústria ilegal e chegam quase a triplicar o preço de um jogo legal em relação ao produto contrabandeado.

A pirataria em games foi um dos motivos apresentados anteontem pela IIPA (entidade que reúne empresas do setor de direitos autorais, como gravadoras e jornais) para que o governo dos EUA mantenha o Brasil na lista de países que não respeitam a propriedade intelectual.

fonte: click21

16 de fev de 2011

EUA Querem Financiar Ativistas

EUA ajudam ativistas digitais a protestarem:
O governo dos Estados Unidos ajudará os manifestantes digitais a burlarem restrições na internet promovidas por governos repressivos.

O discurso foi proferido pela secretária de Estado dos Estados Unidos durante palestra sobre a liberdade na internet, na Universidade George Washington, nesta terça-feira (15).

O país anunciou que vai disponibilizar mais de US$ 25 milhões para projetos na área.

Hillary garantiu que os EUA lutarão contra os filtros e bloqueios impostos por governos repressivos às manifestações ocorridas na Web. Ela afirmou que é necessário investir nesse tipo de tecnologia para estar à frente das barreiras digitais.

"Governos repressivos inovam constantemente", afirmou. Países como China, Irã, Vietnã, Mianmar, China e Egito já colocaram empecilhos para o acesso a páginas que continham críticas ao governo.

Os EUA aumentaram em US$ 5 milhões a ajuda para criar novas tecnologias que ajudem ativistas e opositores a protestarem na Web.

fonte: click 21

Notícia mesmo será quando os EUA aceitarem críticas contra o governo DELES.

14 de fev de 2011

Celulares Clandestinos no Brasil

Celulares clandestinos chegam a 20% do total no país:
Cerca de 20% das 202,9 milhões de linhas de celulares no Brasil usam aparelhos sem ceritificação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Estes aparelhos clandestinos vem da China e são vendidos no comércio popular por preços bem abaixo do mercado. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Estes celulares clandestinos saem das cidades de Shanghai e Shenzhein e seguem de Navio para o porto de Santos e Suriname. Já os que saem da cidade de Guangdong chegam ao Brasil de avião. Além disso, ainda há os celulares que entram pela fronteira do Paraguai.

Somente em São Paulo e Rio de Janeiro, o índice de aparelhos clandestinos chega a 40% dos clientes pré-pagos, o que representa aos fabricantes uma perda anual de R$ 1 bilhão.

O aumento dos aparelhos no mercado é explicado por especialistas devido ao momento favorável que a economia no país vive. Além disso, as operadoras não vendem celulares com dois chips simultâneos ou antenas de TV. O valor também varia bastante, como por exemplo o iPhone 4, que custa R$ 1.799, já o falso pode ser adquirido por apenas R$ 380.

Graças ao aumento dos telefones clandestinos, o Ministério Público Federal de Guarulhos prepara uma ação civil para obrigar as operadoras a desligar os chips nestes aparelhos, mas aqueles adquiridos no exterior e com o certificado ficariam de fora desta obrigação.

fonte: click21

65 Anos do Computador

Saiba mais sobre os 65 anos do primeiro computador eletrônico digital:
Hoje em dia um iPhone na mão de uma criança é um brinquedo manipulado com extrema naturalidade. Quem nasce na era do touch-screen não imagina que está diante de um velhinho que, nesta segunda-feira (14), completa 65 anos de vida: o computador digital. A data marca o lançamento do Eniac (abreviação de Electrical Numerical Integrator and Computer), desenvolvido na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, entre 1943 e 1946. A importância do Eniac está em ser o primeiro computador eletrônico digital que calculava em larga escala.
"O Eniac foi o primeiro do tipo desenvolvido nos Estados Unidos em um projeto bem sucedido e predecessor de computadores importantes para a evolução dessas máquinas", afirma Maria Cristina Ferreira de Oliveira, professora do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da Universidade de São Paulo (USP). Segundo a professora, o projeto inicial previa o investimento de US$ 150 mil, mas acabou custando US$ 400 mil. "Na época, para criar qualquer máquina era necessário mihões de dólares", conta Maria Cristina.
Computadores e a guerra

Engana-se quem imagina que, na década de 1940, os pesquisadores pensavam em elaborar um computador para uso pessoal. Essas máquinas se desenvolveram significantemente com a Primeira e a Segunda Guerras Mundiais. O Eniac, por exemplo, foi criado para calcular tabelas balísticas. "Os americanos queriam saber como deveriam posicionar seus canhões para certar o alvo. Antes do Eniac, esses cálculos exigiam grande esforço humano, sistematizado e automatizado com o computador e que também reduziu erros", explica a professora.
O Eniac demandava muita mão de obra. Ele ocupava uma sala com 300 m2, tinha 2,5 m de altura e pesava 30 toneladas. Possuía 17.470 válvulas que esquentavam e , por queimarem, sempre tinham que ser substituídas. Ele era programado fisicamente por um painel repleto de plugues e chaves - conforme a posição delas, ele executava uma tarefa.
Os dados eram inseridos por meio de cartões perfurados, sendo que o resultado era apresentado em um painel repleto de luzes, chaves e cabos que acendiam ou apagavam de acordo com a função. Realizava cinco mil operações aritméticas por segundo. De acordo com o Computer History Museum, localizado na Califórnia, Estados Unidos, em uma década esse trambolho fez mais contas do que a humanidade inteira tinha feito até então. "Hoje, qualquer calculadora de engenharia é mais rápida que ele", conta Maria Cristina.
História do computador

No livro "Introdução à Programação com Ada 95", o autor Arthur Vargas Lopes conta que as avós dos computadores eram as máquinas de somar no início do século 17. Em meados de 1800, criou-se uma conhecida como "difference engine" que definiu o conceito de computador digital mecânico controlado por programa, que incorporava uma unidade aritmética, uma unidade de armazenamento, mecanismos para leitura e gravação de cartões perfurados para impressão".
Segundo o museu Computer History Museum, o censo de 1890 nos Estados Unidos, com cerca 63 milhões de habitantes, não teria terminado antes de 1900 se não fosse criada a máquina de tabulação que lia dados gravados em cartões perfurados. Inspirado na ideia, em 1934, o computador Mark 1, projetado na Universidade de Harvard, multiplicava dois números de 23 dígitos em seis segundos - um computador atual faz o mesmo em menos de um segundo.
Depois do Eniac, nasceu o Edvac com memória binária - como são os computadores atualmente -, marcando o aparecimendo dos modernos computadores digitais. O Edvac, diferentemente do antecessor, usava a mesma memória para armazenar dados e programas sem a necessadade de alterações na parte física (espécies de manivelas). Em seguida, veio o Univac, primeiro computador comercial. "Antes, os computadores eram essencialmente usados em ambientes acadêmicos e de pesquisa", explica Maria Cristina. "Países, bancos, grandes coorporações tinham interesse nele, já que fazia cálculos funcionando em diferentes contextos", completa.
A demanda pelo computador crescia em meados de 1950. Na época, os interessados reservavam horas para usá-lo. Até que vieram os mainframes, que poderiam ser comprados por um preço mais acessível, mas deveriam ser mantidos em salas refrigeradas. Para aplicações acadêmicas, foram criados os minicomputadores e, em seguida, os microcomputadores e os computadores pessoais (PCs). Até chegarmos ao que conhecemos hoje.

autor: Isis Nóbile Diniz

Esse bicho é bom! Se não fosse ele...

Lâmpadas de LED Causam Câncer

Lâmpadas LED podem causar câncer, aponta pesquisa:
Dados foram obtidos a partir da análise de luzes natalinas que utilizam a tecnologia, que é uma fonte de iluminação ecologicamente correta.
De acordo com pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, as lâmpadas LED (Light Emitting Diode), famosas por serem consideradas fontes de luz ecologicamente corretas, podem causar câncer. Isso porque, esses itens contêm chumbo, arsênico e outras substâncias pontencialmente perigosas à saúde.

"Os LEDs são conhecidos como a próxima geração de dispositivos de iluminação. Mas assim como tentamos encontrar melhores produtos, que não esgotam os recursos de energia ou contribuem para o aquecimento global, temos de ser vigilantes sobre os riscos tóxicos daqueles comercializados como substitutos", disse Oladele Ogunseitan, presidente do Departamento de Saúde da População e Prevenção de Doenças, em entrevista ao TG Daily.

As lâmpadas LED são utilizadas hoje em diversos itens, como semáforos, farois de automóveis e luzes coloridas utilizadas nos enfeites de Natal.

Segundo a pesquisa, que analisou luzes natalinas coloridas, as lâmpadas vermelhas continham até oito vezes mais chumbo do que o permitido pelas leis californianas. Já as brancas, apresentavam níveis mais elevados de níquel. Em todos os casos, quanto mais alta a intensidade, maior o risco de intoxicação.

Embora as luzes ainda não sejam classificadas como tóxicas, Ogunseitan afirma que alguns cuidados são necessários: "Quando uma lâmpada LED quebrar em casa, varra com uma vassoura especial e use uma máscara. No caso de acidentes de trânsito ou qualquer acessório LED quebrado, use equipamentos de proteção e trate os resíduos como perigosos", afirma.

Ogunseitan também explicou que os fabricantes de LED poderiam facilmente reduzir as concentrações químicas ou redesenhá-las com materiais verdadeiramente seguros. "É um risco evitável", diz ele.

fonte: olhar digital

TV de LED Ganha Mercado

TVs de LED: vendas no Brasil acompanham um dos maiores crescimentos do mundo:
Neste ano, esses equipamentos representarão 26% dos televisores LCD comercializados no País. E o índice deve saltar para 68% em 2014.
Um levantamento mundial da empresa de pesquisas iSupply destaca o bom desempenho das vendas de televisores de LED (Light-Emitting Diode) no Brasil, que devem representar 26% de todas as TVs LCD comercializadas no País em 2011, com um crescimento bem acima da média mundial do setor.

Segundo o estudo, até 2014, os modelos de LED representarão 68% do mercado total de LCDs no Brasil – contra uma participação de apenas 6% em 2010 –, com uma venda de 11,5 milhões de unidades e um crescimento anual de 28,7%.

O estudo analisa que, se considerarmos que as TVs de LED só começaram a ser comercializadas no Brasil em 2009, o País contabiliza os melhores resultados para o setor entre as economias emergentes. Sobre os motivos que têm estimulado as vendas no mercado brasileiro, a iSupply cita a queda no preço dos equipamentos, a disponibilidade de componentes e o esforço dos fabricantes para incentivar as vendas.

O relatório afirma que a demanda de televisores de LED não está mais restrita apenas a mercados maduros, como América do Norte e Europa. Para tanto, o levantamento cita, além do Brasil, o bom desempenho esperado na China, onde o setor tende a representar mais de 40% das vendas de LDC neste ano.

participação de TVs LED no mercado nacional

fonte: olhar digital

11 de fev de 2011

Banda Larga Para Todos os Americanos

Obama quer levar banda larga a 98% da população:
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou na quinta-feira (10) que os planos da Casa Branca são de que 98% da população americana terá acesso à internet de alta velocidade.

O discurso foi feito na cidade de Marquette, no estado de Michigan. Segundo Obama, um terço dos lares do país não possui internet de alta velocidade. O governante disse que serão criadas infraestrturas para os desafios do século 21.

O investimento na internet e nos trens de alta velocidade fazem parte das propostas elaboradas por Obama e apresentadas em 25 de janeiro, no discurso sobre o Estado da Nação.

O presidente propôs investir em educação e formação de novos postos de trabalho e empresas como uma manutenção dos Estados Unidos como potência mundial.

A oposição republicana no Congresso, entretanto, impõe sérias dificuldades aos projetos de Obama. Os republicanos pretendem fazer um corte drástico de gastos. O deficit fiscal americano aumentou US$ 50 bilhões, somente no mês passado.

fonte: click 21

Enquanto isso, num certo país tropical... Banda larga é um luxo para uns poucos privilegiados.

Guerra de Gigantes

Nokia e Microsoft se unem contra Google e Apple:

A Nokia e a Microsoft anunciaram nesta sexta-feira (11) uma união estratégica, como tentativa de concorrer com o Google e a Apple no mercado de smartphones.

A Nokia usará o sistema operacional Windows Phone 7, da Microsoft. O presidente-executivo recém contratado pela empresa, Stephen Elop, trabalhava na Microsoft e uniu esforços para estabelecer parceria entre as empresas.


A mudança da plataforma dos celulares representa o ponto forte do executivo para restaurar o poder perdido pela Nokia. Os investidores, entretanto, não se animaram com as mudanças. O período de 2011 e 2012 seria uma época de reestruturação da empresa. Isso provocou uma queda de mais de 11% nas ações da Nokia.

A decisão de usar o Windows Phone 7 pode levar outros fabricantes a não usarem o sistema operacional. Enquanto empresas como a LG e a Samsung apostam no Android, a Microsoft conseguiu um contrato importante com a Nokia, maior fabricante de celulares do mundo.

A aliança entre as empresas também é uma tentativa de criar aplicativos e serviços para concorrer com as lojas de aplicativos online App Store, da Apple, e o Android Market, do Google.

A Nokia afirmou que vai usar o sistemas de buscas Bing. A Microsoft enfrenta uma grande concorrência da gigante Google no setor de pesquisas online e o acordo fortalece o seu posicionamento no mercado.

Elop disse que ,com a parceria, terá que cortar empregos ao redor do mundo e diminuir os gastos em pesquisa e desenvolvimento de plataformas. Segundo comunicado oficial da empresa nesta sexta-feira (11), a Nokia deixará o próprio sistema operacional, o Meego, em segundo plano.

De acordo com um jornal finlandês, mais de mil funcionários protestaram nas cidades de Tampere e Oulu contra a parceria das empresas. Os funcionários deixaram seus postos para protestar contra a queda do sistema operacional Symbian, da Nokia, para o uso do Windows Phone 7. Os funcionários pedem mudanças significativas na empresa.

fonte: click21.com.br

9 de fev de 2011

Flash 10.2 Disponível

Versão 10.2 do Adobe Flash Player já está disponível:
Nova versão do plugin conta com aceleração por hardware, tela cheia para dois monitores e muito mais.
A Adobe disponibilizou hoje a versão final do Adobe Flash Player 10.2 para Windows, Linux e Mac. O plugin gratuito continua essencial para os usuários de qualquer navegador e extremamente leve, apenas 2.77 MB.

A nova versão do Flash suporta a criação de conteúdo 3D. O número de dispositivos também foi ampliado e abraça uma grande quantidade de celulares, smartphones e notebooks.

O novo Flash agora suporta tela cheia para dois monitores, assim mesmo que uma janela esteja sendo executada em tela cheia, o outro monitor pode também ser utilizado sem problemas.

Segundo a Adobe houve melhorias na aceleração gráfica, aprimoramento de compatibilidade com navegação privada, suavização de fontes por meio da tecnologia ClearType, som de melhor qualidade além de mais opções na integração com hardware.

A versão Windows pode ser baixada AQUI.

autor: Wikerson Landim

8 de fev de 2011

4G Super Rápido

Operadora japonesa anuncia rede que alcança taxas de até 1 Gbps:
Empresa inicia, nos próximos meses, os testes para a LTE Advanced – a tecnologia que pode ser o padrão para o 4G.

A tecnologia LTE – sigla para Long Term Evolution – é considerada a evolução da atual rede 3G. No viés de especialistas, ela é o último passo para a completa disponibilização do futuro da conexão móvel: o 4G. A operadora de telefonia japonesa NTT DoCoMo quer ir além, e anunciou que iniciará testes em um novo formato de transferência de dados, o qual permitirá alcançar taxas de 1 Gbps e 200 Mbps para download e upload, respectivamente.

Segundo a reportagem de Martyn Williams, a LTE Advanced (como foi apelidada a nova tecnologias) funciona virtualmente. A empresa japonesa parte agora para experimentos nas redes reais de comunicação. “A licença que recebemos do governo permite a instalação de equipamentos para testes", informou a operadora em comunicado oficial na última segunda-feira (7).

Para não perder tempo e tentando tornar seu produto o padrão para o 4G, a NTT DoCoMo já disponibilizou resultados preliminares do protocolo em teste para a União Internacional de Telecomunicações.

Esta mesma empresa já oferta redes LTE para cerca de cinco mil usuários japoneses. Nesta versão, os navegantes chegam a atingir até 37,5 Mbps para baixar dados. A operadora pretende investir mais US$ 1,2 bilhão para ampliar sua cobertura no país.

autor: Fernando Daquino

Enquanto isso, num certo país tropical, cheio de empresas de telefonia pilantras e desreguladas...

7 de fev de 2011

Novas Placas Radeon

Radeon HD 6450, 6570 e 6670 são lançadas pela AMD como produtos OEM:
Especificações das novas placas foram divulgadas. Chips gráficos Turks e Caicos equipam os novos modelos.

A AMD vai ampliar a família Radeon HD 6000 com três produtos. Destinadas às fabricantes de computadores, as novas placas vêm equipadas com chips gráficos Turks e Caicos (exclusivos da nova série e fabricados com tecnologia de 40 nm).

A mais modesta das novas placas é a Radeon HD 6450. Baseada no chip Caicos e na arquitetura VLIW5, o novo modelo vem com 160 Stream Processors e interface de memória de 64 bits. Os módulos de memória desta placa poderão ser do tipo DDR3 (com velocidade máxima de 800 MHz) ou GDDR5 (programáveis para trabalhar a 900 MHz).
Esta placa poderá ser comercializada com 512 MB ou 1 GB de memória. A GPU trabalhará com velocidades entre 625 e 750 MHz. Confira as principais especificações:

AMD Radeon HD 6450
* GPU programada para operar entre 625 a 750 MHz;
* Quantidade de memória pode variar entre 512 MB e 1GB (com módulos DDR3 ou GDDR5);
* Memória pode trabalhar com velocidades que variam entre 533 e 800 MHz (DDR3) ou 800 e 900 MHz (GDDR5);
* Largura da banda de memória: 8,5 até 12,8 GB/s (DDR3) ou 25,6 até 28,8 GB/s (GDDR5);
* Compatibilidade com PCI Express 2.1 (x16);
*Suporte para DirectX 11 e OpenGL 4.1;

As outras placas anunciadas foram a Radeon HD 6570 e a Radeon HD 6670, as quais são baseadas no chip gráfico Turks. Estes modelos contam com 480 Stream Processors. A GPU da HD 6570 trabalha a 650 MHz, enquanto que a placa mais potente tem o processador gráfico operando a 800 MHz.


No caso da HD 6570, a quantidade de memória pode variar entre 512 MB e 2 GB. Já a Radeon HD 6670 pode vir com 512 MB ou 1 GB de memória. A interface de memória de ambas é de 128 bits e os módulos instalados dependem da preferência da montadora.

Os módulos de memória da HD 6670 trabalham a 1 GHz, enquanto que na placa mais fraca operam a 1 GHz — quando configurada com componentes GDDR5 — ou a 900 MHz (no caso de memórias DDR3). Confira mais especificações destas placas:

AMD Radeon HD 6570
* GPU programada para operar a 650 MHz;
* Quantidade de memória pode variar entre 512 MB e 2 GB (para placas com módulos DDR3) ou 512 MB e 1 GB (com módulos GDDR5);
* Memória pode trabalhar a 900 MHz (DDR3) ou 1 GHz (GDDR5);
* Largura da banda da memória: 28,8 GB/s (DDR3) ou 64 GB/s (GDDR5);
* Compatibilidade com PCI Express 2.1 (x16);
* Suporte para DirectX 11 e OpenGL 4.1;

AMD Radeon HD 6670
* GPU programada para operar a 800 MHz;
* Quantidade de memória pode variar entre 512 MB e 1 GB (com módulos GDDR5);
* Memória trabalha a 1 GHz;
* Largura da banda da memória: 64 GB/s;
* Compatibilidade com PCI Express 2.1 (x16);
* Suporte para DirectX 11 e OpenGL 4.1;

A Radeon HD 6450 será destinada aos consumidores que não buscam por uma placa de alto desempenho, terá cooler passivo e contará com saídas HDMI e DVI. A HD 6570 também é uma placa de baixo desempenho, mas já terá ventoinha. A Radeon HD 6670 é mais potente, no entanto deve trazer um cooler semelhante ao da Radeon HD 6570.

Apesar de diversas especificações já terem sido divulgadas, a AMD não anunciou a data de lançamento das novas placas. Vale lembrar que não há preços divulgados, visto que os novos modelos não estarão disponíveis para o consumidor final.

autor: Fabio Roberto Machado Jordão

5 de fev de 2011

Acesso Barato no Atacado

Governo Federal pretende derrubar preço da internet no atacado:
Ideia é que a Anatel desenvolva formas para impedir que concessionárias cobrem preços abusivos para instalar sua infraestrutura em locais onde têm pouco interesse comercial.
Ano passado o governo federal lançou o Plano Nacional de Banda Larga, PNBL, visando democratizar o acesso à internet no Brasil. Para que o plano seja posto em prática, porém, é preciso que as operadoras abracem a ideia e reduzam preços cobrados tanto pela internet para o varejo (a que você tem em casa) quanto no atacado.

Dados indicam que, atualmente, 74% do território nacional tem internet fornecida por empresas de pequeno e médio porte (o atacado), que alugam a infraestrutura das grandes teles e, desta forma, colaboram para que brasileiros de localidades distantes dos grandes centros urbanos tenham acesso à rede mundial de computadores.

O problema é que para um link de 1 Mbps, as pequenas e médias empresas pagam o valor de R$ 688. Ou seja, redistribuir isto aos consumidores torna o serviço ainda mais caro – além de ser uma velocidade relativamente baixa para ser dividida entre vários usuários finais, o que tornaria mais barata a contratação do serviço.

Ano passado, a Casa Civil determinou que a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) fixasse o preço máximo deste aluguel em R$ 250. As concessionárias, porém, não estão de acordo com o valor e afirmam que o Governo não leva em conta os altos custos de manutenção destas linhas de transmissão.

A tréplica veio pela parte de Paulo Bernardo, ministro das Comunicações, que solicitou às concessionárias a abertura da planilha de custos. Assim será possível avaliar o quanto se gasta, realmente, com tal manutenção. A única operadora que disponibiliza estes dados é a Oi, pois tal prática faz parte dos acordos feitos com o Conselho Administrativo de Defesa Econômia (Cade) quando da aprovação da compra da Brasil Telecom.

A outra “carta na manga” do Governo Federal é o uso da Telebrás como operadora de internet, o que proporcionaria conexões de qualidade em todo o país e por um preço bem mais acessível e justo para o consumidor final.

autor: Douglas Ciriaco

Só lembrando que a velocidade de 1 Mbps da notícia é velocidade real. Não confundir com a velocidade nominal que as operadoras vendem pra gente.
Mas o papo entre as operadores e o Governo vai seguir até o final dos tempos. E as empresas de telefonia vão oferecer o produto que quiserem pelo valor que bem entenderem.

Óculos Player de Vídeo

Novero deve lançar óculos player de vídeos na MWC 2011:
Gadget traz dois pequenos displays de OLED, que simulam a experiência de assistir a uma televisão de 30 polegadas de alta qualidade.

A marca Novero anunciou que deve lançar seu mais novo produto na MWC 2011, a maior feira de eletrônicos portáteis do mundo, que acontece em Barcelona de 14 a 17 de fevereiro. O grande diferencial do produto seria o seu design, bastante agradável se comparado a produtos semelhantes.

O Madison permite que você se sinta imerso dentro de qualquer conteúdo multimídia que desejar reproduzir. Com dois pequenos displays de OLED, o aparelho simula a visão de um televisor de alta resolução, com 30”, posicionado a uma distância de 1,83 metros do espectador. A grande vantagem neste caso é que o usuário é capaz de carregar o Madison para qualquer lugar, podendo assistir a seus filmes, shows e seriados favoritos em qualquer ambiente.

Os desenvolvedores da Novero prepararam algumas facilidades para quem deseja utilizar o Madison em conjunto com outros gadgets: o aparelho é totalmente compatível com outros players portáteis, tais como iPods e telefones celulares. Ele traz uma memória interna de 2 GB, sendo possível ainda expandir sua capacidade de armazenamento com cartões SD de até 32 GB.

Além disso, o Madison ainda acompanha softwares compatíveis com Mac e Windows, possibilitando a transferência de arquivos apenas com o sistema de arrastar e soltar. Por meio de uma ferramenta especialmente desenvolvida para o aparelho, todos os vídeos seriam automaticamente convertidos para o tamanho e resolução requeridos pelo gadget.

O Madison deve chegar ao mercado ainda no primeiro semestre, com preços que partem de US$ 343.

autor: Caroline Hecke

2 de fev de 2011

Google X Bing

Buscadores: Microsoft contra-ataca acusação da Google:
Depois da denúncia de 'roubo' dos resultados de ferramenta de busca, dona do Bing divulga 'podres' da concorrente no Twitter.

Ontem (1/2) a Google acusou a Microsoft, por meio de seu blog oficial de estar roubando os resultados do seu sistema de buscas no Bing. A acusação foi feita após a empresa ter realizado algumas experiências com algumas palavras (veja imagem abaixo)

Em resposta, a Microsoft resolveu contra-atacar com o porta-voz Frank Shaw fazendo acusações à concorrente no Twitter: "Não seja enganado. A Google quer mudar de assunto porque está sob investigação nos EUA e Europa por manipular resultados de busca", retrucou Frank. "A Google coleta dados de clientes do Chrome e do Android", acrescentou.

As denúncias no Twitter viraram uma troca de acusações entre os executivos da Google e da Microsoft no Twitter, esta última chegou a dizer que ex-funcionários da concorrente que hoje trabalham na empresa de Bill Gates teriam pego tais resultados. Os detalhes do bate-boca podem ser acompanhados no blog TechCrunch.

A polêmica entre as duas companhias começou no verão de 2010, com a palavra 'torsorophy' no buscador da Google. Tal palavra na verdade era 'tarsorrhaphy' (tarsorrafia), uma cirurgia feita nas pálpebras. Depois de detectar o problema, a companhia corrigiu os resultados de sua pesquisa, grafando a palavra-chave de forma correta. No entanto, o Bing ainda não tinha a correção para a busca de tal palavra.

Mais tarde, o Bing arrumou esse problema, colocando a página que ficava no topo dos resultados do Google (citando a Wikipedia) em seu buscador. O estranho é que o buscador da Microsoft não acrescentou mais resultados relevantes sobre a consulta, o que significa que eles não estavam cientes da grafia correta da palavra.

Ao longo dos meses, a Google resolveu brincar um pouco com a Microsoft, pregando peças no Bing. Palavras inexistentes como 'chdjob delhipublicschool40' foram colocadas no Google e, tempo depois, apareceram nos resultados do buscador rival.

De acordo com a Google, o roubo pode ter sido feito com a Toolbar do Bing dentro do Internet Explorer 8, já que essa barra pode enviar informações à Microsoft.

fonte: olhar digital

Olha, isso é o SUJO falando do MAL LAVADO. Se tivesse opção melhor eu não usaria nenhum deles pra fazer buscas. Mas todos os projetos de buscadores diferentes acabaram naufragando. Não resta muito pra fazer.

1 de fev de 2011

Bridge Com Defeito

Descoberto defeito no processador Sandy Bridge, da Intel:
O defeito encontrado no Sandy Bridge, chipset produzido pela Intel, pode custar até US$ 700 milhões à empresa.
A Intel interrompeu, temporariamente, o fornecimento do chipset 6-Series, os quais estão equipados com o processador apelidado de “Sandy Bridge”. A razão para a medida foi a constatação de um defeito que poderia causa falhas no funcionamento de dispositivos SATA, como drives de DVD e discos rígidos.

A consequência para a empresa pode ser um gasto de US$ 700 milhões, para substituir os chips defeituosos. Embora o valor seja alto, a despesa extra não deve afetar negativamente a Intel, que espera uma receita de 11,7 bilhões no primeiro trimestre de 2011.

A boa notícia é que a Intel já tem uma correção para o problema e os novos processadores já estão sendo produzidos sem o defeito encontrado.

Os processadores Sandy Bridge, que começaram a ser desenvolvidos em 2005, em Haifa, Israel, funcionam com clock de 2,1 GHz a 3,4 GHz e são até 17% mais rápido que a linha de processadores anterior lançada pela empresa, a Nehalem.

A Samsung, uma das empresas que usam os produtos da Intel, já avisou que reembolsará integralmente seus clientes, que também poderão optar por trocar o produto. A empresa também anunciou que não será prejudicada financeiramente pelo defeito dos chips.

autor: Felipe Miguel Jorge Arruda

Outra empresa que não passa confiança alguma.

Nova Falha no Internet Explorer

Microsoft anuncia falha no Windows que compromete o IE:
Segundo a empresa, cerca de 900 milhões de usuários do navegador podem ser afetados pela brecha de segurança.
Na última sexta-feira, a Microsoft publicou na seção de suporte técnico do seu site uma nota alertando os usuários sobre uma brecha de segurança no Windows, a qual pode afetar cerca de 900 milhões de usuários do Internet Explorer.

De acordo com o informativo da empresa, a falha do seu browser permite que hackers e crackers apoderem-se de informações sigilosas, como login e senha de serviços online, através de scripts maliciosos acionados pelo simples clique de um link.

Apesar de não ter sido registrada nenhuma ocorrência de uso da falha por parte dos meliantes virtuais até o presente momento, o problema é encarada como grave, inclusive pela Microsoft. A brecha é encontrada em todas as versões do sistema operacional, como Windows 7, Vista, XP (Service Pack 3), Server 2003 e Server 2008.

A organização anunciou que já trabalha em uma solução para o buraco na segurança. Apesar de a falha ser no Windows, apenas o IE é afetado. A princípio, o Firefox, o Google Chrome e o Safari não apresentam a abertura para invasões, isso porque eles não operam em compatibilidade com arquivos MHTML, o canal para a infecção do computador.

Na página de suporte da Microsoft, existe um aplicativo que resolve a falha emergencialmente. Para baixar o software clique aqui. Caso seja preciso reverter o processo de reparação feito por este programa, baixe este executável disponibilizado pela corporação.

autor: Fernando Daquino

Notícia mesmo é quando não tiver FALHAS no IE. Mas será que existe PROCON nos Estados Unidos?