27 de out de 2011

Sony Agora Controla a Ericsson

Sony compra ações da Ericsson e assume controle total da sua linha de celulares:
Sony e Ericsson terminam parceria de dez anos, permitindo que ambas sigam seu caminho. Ericsson fica com o dinheiro, Sony com o mercado.

Após uma década de parceria, a Sony está tomando controle total da sua joint venture da linha de aparelhos móveis Sony Ericsson, comprando a parceira sueca por 1,5 bilhões de dólares (2,6 bilhões de reais). Essa transação oferece a oportunidade para a Sony integrar sua linha de celulares ao restante dos seus produtos eletrônicos, como tablets, televisores e notebooks.

Esse movimento já havia sido antecipado pelos analistas, que afirmavam que a Sony poderia se tornar mais competitiva no mercado de smartphones se retirasse a Ericsson do nome. Segundo o último relatório da companhia, ela domina 11% do mercado de celulares Android.

Dessa forma a Sony pretende executar uma estratégia de “quatro telas” e integrar televisores, laptops, tablets e celulares em um pacote usando a rede PlayStation Network, juntamente com a Sony Entertainment Network.

"A Sony quer fazer o mesmo que a Apple e atender a demanda dos usuários unindo vários aparelhos com interfaces e sistemas operacionais similares", disse o analista Nobuo Kurahashi, da Mizuho Investors Securities, em Tóquio.

O que isso significa para o consumidor?

Ao integrar por completo os aparelhos celulares ao seu portfólio de eletrônicos, a Sony irá possibilitar ao usuário um maior suporte aos produtos, bem como agilizar processos de atualização.

Durante a coletiva dada para anunciar a compra, Sir Howard, CEO da Sony, ainda citou outros detalhes que podem ser incorporados aos celulares e que antes era inviável. Segundo ele, agora será possível inclusive a criação de programas de televisão e filmes feitos especialmente para a Playstation Network.

Sendo assim, além de tentar aumentar a popularidade dos seus aparelhos no mercado Android, a Sony ainda poderá oferecer conteúdos de entretenimento exclusivos no celular, competindo com a Apple e a Amazon.

autor: Thiago Szymanski

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.