3 de nov de 2010

O Poder do HTML5

Google diz que com HTML5 os aplicativos vão ser mais poderosos:
O Google começou com um apelo aos desenvolvedores pela maior adoção de plataformas como HTML5, Android e cloud computing. "Temos feito um esforço para que essas tecnologias sejam melhores e mais rápidas", explicou Mario Queiroz, vice-presidente de produtos do Google, durante a abertura do evento.

Queiroz falou sobre o crescimento da web em relação a outras plataformas nos últimos cinco anos, e citou o avanço do HTML5, criado há apenas 18 meses e já presente nos principais navegadores para desktop e também para smartphones. "Estamos seguindo um caminho de progresso nessa área, e o resultado é a web como uma plataforma de inovação."

Entre os avanços do HTML5 estão o maior suporte gráfico e integração com elementos de hardware. Em uma das demonstrações, Eric Bidelman, desenvolvedor do Google, mostrou que é possível criar aplicações na web com gráficos 2D e 3D, integrar busca por voz aos sites e até mesmo movimentar objetos em tela conforme se move o notebook, por exemplo. Tudo isso com HTML5 e CSS3, segundo Bidelman.

O Google também comentou sobre a futura loja de aplicativos do Google Chrome, prometida até o final deste ano. "Esperamos que o desenvolvimento para a Chrome Store seja tão bem-sucedida como o navegador, que tem 70 milhões de usuários em todo o mundo e o Brasil como segundo país em volume de adoção do navegador", afirmou Queiroz.

Finalmente, o Android. Queiroz retomou os números divulgados esta semana pelo Google para a plataforma (de 60 mil "ativações" por dia, ou registro de novos aparelhos nos servidores da empresa - em fevereiro para mais de 200 mil em agosto e hoje em um total de 1,5 milhão por semana, com 100 mil aplicativos disponíveis para donwload). Foram feitas as demonstrações da busca por voz e navegação por GPS, anunciadas ontem pela companhia para o mercado brasileiro.

Além disso, Queiroz citou pequenas atualizações feitas no sistema em sua versão mais recente (2.2, codinome "Froyo"), como as sugestões de busca no Android Market, mudanças na interação entre desenvolvedor e comentários de usuários e serviços como o "Cloud to Device", que permite enviar dados do computador para o smartphone Android.

fonte: oficina da net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.