15 de abr de 2010

HDTV Mitos e Verdades

Escolher um modelo de HDTV para comprar pode ser uma tarefa cansativa, principalmente quando o vendedor oferece o modelo mais caro em busca da melhor comissão. Mas a situação pode piorar se ele for mal informado e não tiver respostas para suas dúvidas.
Antes de comprar um modelo novo, saiba o que é mito e o que é verdade quando se fala em TV de alta definição.

Fato: O termo HD significa uma norma específica de qualidade.
Análise: Mito

Apesar de 'HD' significar Alta Definição (High Definition), as HDTVs estão disponíveis em várias resoluções de tela e, em qualquer caso, a resolução não determina, na totalidade, a qualidade da imagem exata que será exibida. Para começar, há vários tamanhos de tela. Outros fatores que afetam a qualidade da imagem incluem o tipo de transmissão por meio do ar, por cabo, por satélite ou internet , como o programa está sendo transmitido pela fonte original e, por fim, como esse programa foi gravado originalmente.

Essas variáveis ajudam a explicar porque é possível obter conteúdo de alta definição de diferentes regiões do mundo e diferentes formas de exibição e obter resultados diferentes de qualidade de imagem.

Se a HDTV tiver um conversor digital embutido, o sinal é aberto e será transmitido via antena UHF comum. O conteúdo pode chegar no formato 4:3 ou 16:9, com a resolução se ajustando nessa proporções. Uma transmissão feita em 4:3 possui resolução de 640 por 480 pixels.

As resoluções predominantes em HD são chamadas de 720p (que consiste na resolução de 1280 por 720 pixels) e 1080i (resolução de 1920 por 1080 pixels). A letra p vem de progressive scan, sistema em que a imagem é formada na contínua redefinição da tela, linha por linha. A letra i vem de interlaced (entrelaçado), na qual a imagem é formada com linhas intercaladas, usando uma frequência menor, porém nossos olhos conseguem ver a imagem formada sem problemas.

Na mesma resolução, uma imagem em formato progressivo acaba sendo melhor do que o método de entrelaçamento de linhas. As transmissões feitas por antena geralmente estão no formato 720p e 1080i. O formato 1080p pode ser obtido em conteúdos em discos Blu-ray, por exemplo.

Um conteúdo gravado em disco Blu-ray deve ter uma imagem melhor do que a programação da TV a cabo, já que esse tipo de disco possui alta largura de banda para gravar mais detalhes do conteúdo.

Então, a resolução mais alta é a 1080p, seguida pela 720p e 1080i (com bastante semelhança) e qualquer programação exibida com número abaixo desses, a imagem não terá qualidade máxima. É bom ter esses termos em mente, pois representam normas oficiais e não são termos de marketing.

Fato: Se você não comprou uma HDTV com 1080p, então desperdiçou dinheiro.
Análise: Mito

Se você ainda tem dúvidas disso, releia o mito anterior, pois é claro que obter uma HDTV com 1080p de resolução é a melhor opção. Ainda mais se a tela for grande e o usuário for assistir a programação a uma distância maior do aparelho. Além disso, se a diferença de preço entre o modelo de resolução mais baixa for pequeno, é melhor optar pela HDTV de 1080p.

Vale ressaltar que em HDTVs com telas menores do que 32 polegadas não se percebe diferença na qualidade de imagem entre um modelo de 720p e outro de 1080p. E se a TV for usada apenas para assistir a transmissões via antena ou cabo, as imagens vão chegar com a resolução máxima de 1080i.

As HDTVs de tela pequena com resolução de 1080p serão bem aproveitadas se forem usadas para assistir filmes em Blu-ray, ou para jogar videogames como Xbox 360 ou PS3.

Fato: Uma HDTV sempre exibirá qualquer programação em HD
Análise: Mito

Nem toda a programação é transmitida em alta definição. DVDs de shows ou filmes que foram gravados no sistema antigo, analógico, continuarão sendo exibidos no mesmo padrão de antes por que não há mágica no processo de exibição. Em serviços contratados por cabo ou satélite, pode ser necessário substituir o set-top-box ou que ele seja habilitado para poder receber conteúdo em alta definição. Mas ainda vale a primeira regra: se o conteúdo foi filmado com equipamentos que não permitiam alta definição, não há como ser exibido nesse padrão.

Um console de videogame Xbox 360 ou PS3 ou qualquer outro dispositivo que transmita sinal em alta definição pode também transmitir em definição standard (480 linhas, que é o padrão da TV de tubo). Portanto, mesmo depois de conectar o cabo correto para o sinal de alta defiição (cabo HDMI), é necessário configurar o aparelho para informar ao disposito o tipo de sinal desejado.

Como fazer isso? Veja abaixo:

Xbox 360: Escolha o item My Box, depois vá em System Settings, Console Settings, Display, e escolha HDTV Settings. Selecione a opção que compatível com a resolução da tela de sua HDTV.

No PS3: Escolha Settings, depois Display Settings e, em seguida, Video Output Settings. Selecione o tipo de cabo que está conectado em sua HDTV e,por fim, escolha a resolução compatível com a tela da sua HDTV.

Fato: O DRM pode impedir a reprodução de conteúdo na HDTV.
Análise: Verdade

O gerenciamento de direitos autorais (DRM, na sigla em inglês) é uma ferramenta que impede a cópia de conteúdos protegidos por direitos autorais. Em muitos casos, a proteção de conteúdo digital em banda larga (HDCP, na sigla em inglês), não é tão benevolente, mesmo por que é um protocolo de autenticação que vem do DRM.

O HDCP funciona em discos Blu-ray, downloads digitais e outras fontes de conteúdo em alta definição. A tecnologia verifica o conteúdo ao passar pelas saídas de áudio e vídeo. Se detectar algum meio analógico na transmissão, o sistema entende que pode haver algum aparelho tentando gravar o conteúdo. Por isso acontece a perda de sinal ou a imagem fica com chuviscos, quando ligamos o cabo de sinal da operadora de TV diretamente na TV, sem passar por um conversor digital.

Então, para garantir que o DRM não será empecilho para assistir shows ou filmes, o melhor é conectar um cabo HDMI ou DVI entre a origem do sinal e sua HDTV.

Fato: Vale a pena gastar mais em cabos de marca reconhecida.
Análise: Mito

Não é necessário comprar cabos caros por causa da marca quando na realidade o tipo de conector, o comprimento e o calibre do cabo são os fatores que importam para a qualidade do sinal. Como primeiro critério, o melhor é comprar um cabo padrão HDMI. Esses cabos transportam sinal de alta definição em 1080p e não têm problemas com o HDCP nem com interferências, o que pode ocorrer com um cabo analógico.

Caso a sua HDTV não tenha entrada HDMI, ainda é possível obter sinais com 1080p com a entrada vídeo-componente. Mas se você utilizar cabo para o sinal vídeo-composto (o famoso RCA, com conectores vermelho, amarelo e branco) ou ainda usar a entrada S-video, então diga adeus à imagem de alta definição.

As entradas S-video e vídeo-composto estão presentes para manter a compatibilidade legada a outros dispositivos mais antigos, como videocassete ou DVD player. Outra dica é não utilizar cabos muito compridos pois o sinal de alta definição é sensível a interferências.

Cabos mais grossos podem melhorar a qualidade quando houver a necessidade de ligar equipamentos distantes. Considere a compra de cabo mais grosso quando essa distância for de 15 metros ou mais.

Fato: Há perigo de manchar a tela caso a tela fique por muito tempo com faixas pretas dos lados da imagem.
Análise: Mito

A queima do painel da tela quando são exibidas imagens estáticas (como as tarjas pretas, por exemplo) por longo período de tempo já não acontece mais em HDTVs atuais. As primeiras TVs de plasma eram suscetíveis ao problema. Portanto, se estiver comprando uma HDTV nova, não se preocupe com esse problema.

Fato: A HDTV pode causar problema de sincronização de áudio com os jogos.
Análise : Verdade

Videogames de música, como Rock Band e Guitar Hero exigem sincronismo perfeito entre as faixas de áudio e os gráficos na tela. Se estão desalinhados, a causa mais provável é que está havendo um processamento extra nas imagens e, como resultado, o áudio é executado mais cedo do que as imagens são exibidas. O atraso é pequeno, mas são percebidos especificamente nesses jogos em que o som interfere no desempenho do jogador.

Mas é possível desativar o processamento extra de imagem na configuração da HDTV. No controle remoto da TV, acione o menu de configurações. Busque por uma opção chamada Game Mode (o nome pode variar um pouco de acordo com cada modelo de HDTV) e habilite essa função. Os jogos de músicas também possuem função para calibrar esse atraso em suas configurações. Se a sua HDTV apresenta algum atraso no sinal em relação ao som, veja como reduzir esse tempo .

Fato: Taxas de frequência mais altas em TVs ajudam a exibir melhores imagens.
Análise : Verdade

Há pouco tempo os fabricantes apresentaram TVs com taxa de frequência de 120 Hz ou até mesmo 240 Hz. Isso significa que cada quadro da imagem é formado mais rapidamente, oferecendo maior nitidez, principalmente em cenas de ação, onde as imagens não sofrem o efeito de rastro.

Mas hoje há poucos modelos com essas frequências ou taxa de atualização . As TVs que predominam no mercado ainda operam com taxas de 60 Hz. A tendência é que modelos novos sejam fabricados com taxas de 120 Hz, 240 Hz e frequências ainda maiores.

As TVs 3D que estão chegando ao mercado já possuem taxas de 480 Hz. É essencial para esse tipo de TV usar altas taxas de atualização altas para que o efeito seja o melhor possível.

Fonte: PCworld
Agora sim, vá numa loja de departamentos e escolha a TV HD certa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.