20 de abr de 2010

Mercado de PCs se Recupera em 2010

Brasil: Mercado de PCs cai 6,4% em 2009 e soma 11 milhões de máquinas
Para 2010, a IDC prevê uma alta de 16% no mercado, o equivalente de 12,8 milhões de novos PCs, com destaque para portáteis.

Na primeira queda do setor deste 2000, o Brasil vendeu 11 milhões de computadores em 2009, redução de 6,4% em relação a 2008, informou a IDC nesta segunda-feira (01/03). O motivo, segundo a consultoria, foi à redução dos investimentos das empresas por conta da crise econômica mundial, das oscilações do câmbio e do PIB.

Para 2010, a IDC prevê uma alta de 16% no mercado, o que significa que o mercado nacional pode comprar 12,8 milhões de novos computadores, especialmente notebooks e netbooks.

As vendas de notebooks deslancharam em 2009. A categoria teve um crescimento anual de 20% em vendas, impulsionada por novas linhas de crédito e programas de inclusão digital para professores, destaca a IDC. As vendas de micros portáteis entre usuários domésticos cresceram 36% em relação a 2008. Já a demanda do segmento corporativo caiu 16% em um ano.

O quarto trimestre de 2009 foi o que registrou o maior volume de máquinas vendidas do ano passado, sinalizando a recuperação do setor. Entre outubro e dezembro de 2009 foram vendidos 3,1 milhões de computadores. O trimestre mais fraco foi o primeiro, que registrou 2,1 milhões de PCs vendidos.

A compra do primeiro desktop continua crescendo na classe C, segundo a análise, mas esse público já mostra interesse por notebooks. Já as classes A e B, deixaram de comprar PCs para adquirir notebooks para um segundo ou terceiro membro da família.

Fonte: Computerworld

Já era de se esperar. Atualmente se vende mais computadores que televisores no Brasil. Pra bom entendedor...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.