1 de out de 2010

Encurtador de URL do Google

Está liberado: agora todo mundo pode usar o encurtador de links do Google:

Depois de um bom tempo limitado apenas à barra de ferramentas para o Internet Explorer e Firefox, o encurtador de links agora pode ser acessado por você através da web.

Quem utiliza o Twitter sabe como é importante um bom encurtador de links na hora de postar qualquer informação. Não é à toa que existem diversos serviços que cumprem a tarefa com qualidade, como o bit.ly e o migre.me.

O Google, que está em inúmeros setores da internet, não deixou passar a oportunidade e, durante o ano de 2009 lançou também seu encurtador, o goo.gl. Entretanto, o serviço estava limitado apenas para usuários do Internet Explorer e Firefox (através da barra de ferramentas) e o Feedburner.

Porém a limitação acabou, pois agora o goo.gl possui um site só para ele. Basta acessar o Google URL Shortener e colar aquele endereço que você precisa diminuir para que o serviço faça o trabalho para você, criando uma URL curta de fácil distribuição tanto em clientes do Twitter quanto em outros navegadores, como o Opera e o próprio Chrome.

Além de diminuir as URLs, o serviço promete ao usuário mais estabilidade, segurança e velocidade na hora de encurtar e também para acessar o conteúdo. A segurança fica por conta do serviço suportar um um detector automático de spam, baseado no mesmo tipo de filtro já encontrado no Gmail, o que garante que você não seja alvo de links maliciosos.

Além disso, afirmam os desenvolvedores que a velocidade de abertura de links dobrou desde a criação do goo.gl, o que é uma ótima notícia para quem abre links todos os dias. É possível escolher até mesmo quanto tempo você necessita que o link esteja disponível, sejam horas ou todo o tempo.

Mas não pense que o serviço é apenas um encurtador de links, sem nenhuma outra qualidade que desponte como diferencial, em se tratando do Google. Basta estar logado no site para que você também tenha acesso a informações a respeito daqueles que clicaram na sua informação.

É possível conferir o tráfego daquele link, o país de onde foram feitos os acessos, além do navegador usado e da plataforma (Windows, Mac, Linux, etc.). Para completar, o Google URL Shortener ainda cria um QR code, basta que você insira a informação ”.qr” (sem aspas) para que apareça o código, ao invés do link de acesso.

autoria: Beatriz Portella Smaal

Qual área o Google ainda não penetrou??? Não é por outro motivo que eu chamo ele de Gooooooloso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.