20 de ago de 2010

Entenda o HTML 5

HTML 5 - Para começar a entender:
O HTML5 é o passo futuro e também presente da evolução da internet.

Vocês com certeza já viram muito nas notícias de tecnologia várias vezes o termo "HTML5" que pelo que parece é a maior invenção desde a roda. Ok, estou exagerando, mas é quase a impressão que se tem. Será que é tudo isso? De uma forma simples, vou tentar explicar o que é essa sigla.

Para quem não sabe muito o que é HTML, posso dizer de forma resumida que é uma Linguagem de Marcação de Hipertexto, ou seja, a base da internet como conhecemos. Ela é formada por etiquetas com funções específicas e é utilizada para produzir páginas na web. Os navegadores (como Internet Explorer, Firefox, Safari, Opera e Chrome) são responsáveis por interpretar essa linguagem e apresentar o site pronto para o usuário final. Logicamente, nem só dessa linguagem vive a web. Há outros importantes elementos como CSS (define o estilo daquela página), JavaScript (ligado aos eventos da página e às interações com os usuários), plugins (Flash, Java e outros) e muito mais. Só que vamos focar na parte mais comentada, por enquanto, ok?

Como linguagem base das páginas web, ela só existe e serve para algo, se todos falarem o mesmo idioma com alguma estrutura lógica. Algo como o que a gente aprende nas aulas de português do colégio sobre ortografia e gramática "de acordo com a norma culta". Em HTML também existe a tal "norma culta" pela qual os sites devem se comunicar, os chamados Padrões Web. Esses padrões definem, por exemplo, o HTML, possibilitando, inclusive, a interação com outras linguagem e padrões como os que mencionei acima.

Sendo uma linguagem, ele passa por uma evolução natural. Afinal, as pessoas inventam novos termos, ou até novos usos para palavras e isso acontece também com padrões Web. Assim, é importante atualizar esse padrões e buscar que sejam realmente padronizados, apesar da redundância, é algo mais complicado do que parece. Isto porque desenvolvedores e browsers devem implementar a utilizacão dos padrões Web para se entenderem corretamente. Para um usuário comum isso significa o site funcionar corretamente, em qualquer navegador.

Quem é responsável pela definição e disseminação destes padrões o Consórcio World Wide Web, mais conhecido como W3C (World Wide Web Consortium). Ele foi criado junto com os primórdios da internet e é, por princípio, um órgão aberto a participação dos envolvidos com este desenvolvimento, ou seja as principais empresas envolvidas neste mercado, universidades e mais. Existem formas através das quais até eu e você, usuários ou desenvolvedores podem contribuir com a criação de padrões.

O HTML5 é o passo futuro e também presente da evolução dessa linguagem, ou seja, da evolução da internet. Futuro porque trata do que virá na internet e presente porque ele, basicamente "coloca no papel" muitas coisas que já estão sendo feitas na web. Há várias preocupações que não eram tão fortes, ou até mesmo não existiam, na época da criação do HTML4 que estão sendo tratadas atualmente. É exatamente aí que surgem os debates mais interessantes como: padrões abertos (HTML5) vs. padrões proprietários (Flash), compatibilidade com múltiplos navegadores, mobilidade (celulares, tablets, etc), acessibilidade e muitos outros.

Temos um novo cenário à frente e as definições de HTML5 se tornam mais importantes. A internet é cada vez mais acessada por todos, em todos os momentos, em todos os diferentes aparelhos, em diversos navegadores, para diversos fins, com diferentes conteúdos (áudio, vídeo, etc). Dessa vez, você, mesmo que não seja desenvolvedor, está no centro do debate, já que a internet está no centro da sua vida, da economia, das comunicações, do mundo.

autor: Patrick Browne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.