21 de ago de 2010

Google Alarm

Programa alerta sobre sites que enviam seus dados para o Google:
google alarm
Uma extensão para Firefox, Safari e Chrome soa alarme quando seus dados são enviados de outros sites para Google.

Que o Google usa dados da navegação do usuário para vender propaganda direcionada, a maior parte das pessoas já sabe: as mensagens no Gmail determinam que tipo de anúncio você vai ver, por exemplo. Mas o que não é tão óbvio é que a gigante recebe dados da sua navegação mesmo quando você está em outros sites, através de serviços como o Google Analytics e videos do YouTube, quando são embutidos nas páginas dos outros sites.

A extensão Google Alarm não é nova, mas tem causado muito barulho entre usuários e desenvolvedores nos últimos dias. Sua função é exatamente reverter isso: tornar óbvio quando o gigante da busca está “rastreando” a navegação do usuário, mesmo fora dos domínios do Google. Depois de instalada no Firefox, Safari ou, ironicamente, no Chrome, a extensão alerta sempre que for aberto um site que envia dados para o Google. A palavra “Alarm” no nome do programa não foi usada em vão: o aviso consiste de uma sonora sirene, além de luzes vermelhas no canto da tela.

A Geek navegou pela internet brasileira e foram poucos os sites em que não soou o alarme: o Google Adsense exibe suas propagandas em boa parte da web brasileira. A ferramenta para medir audiência Google Analytics está presente em muitos sites e blogs. Mas nem sempre a ferramenta funcionou como deveria: ao acessar o site bikemap.net, que usa a API do Google Maps, não soou nenhum alarme. Já o site da Bienal do Livro de São Paulo (bienaldolivrosp.com.br), que usa o Google Maps diretamente, emitiu os devidos alertas junto ao mapa.

Entre os sites “limpos” estão os sites de bancos, mesmo nas páginas em que não é preciso fazer login. Provavelmente, uma medida de segurança. Ao visitar blogs pessoais sem propaganda há uma boa chance de passar sem o alerta, pela falta do Adsense, mas é comum aparecer o alerta para o Analytics. Para quem quiser manter um ranking, a versão para Firefox mantém um registro estatístico e calcula o percentual de sites visitados que mandam dados para o Google. Essa função ainda não está presente nos outros navegadores.

A extensão foi criada durante a feira FUCK GOOGLE promovida pelo grupo F.A.T Labs (Free Art & Technology). Para acrescentar um pouco mais de ironia, tanto o site do F.A.T quanto a página oficial do “Google Alarm” disparam o alarme anti-google, inclusive a própria página do “FUCK GOOGLE”, pois todas usam a ferramenta Analytics.

fonte: geek

Caso queiram conhecer o google alarm, o link é este: http://jamiedubs.com/googlealarm/ . Mas, francamente, não passa de uma bobagem. Nada vai mudar por causa dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.