22 de set de 2010

T25 um Carro Ecológico

T25: o carro urbano que promete acabar com o engarrafamento:
Ex-projetista da Fórmula 1 desenvolveu um carro barato, pequeno e ecológico que pode ser a solução para a diminuição do trânsito.
t25

Gordon Murray é um dos heróis do aumobilismo. Ele desenhou dezenas de carros para a Fórmula 1, inclusive a McLaren dirigida por Ayrton Senna, quando o brasileiro venceu seu primeiro campeonato.

Atualmente, Gordon não projeta mais carros para a Fórmula 1, mas continua na criação de carros não convencionais. Recentemente, o projetista desenvolveu um carro ecológico que pode ser a solução para o congestionamento nas grandes cidades, o T25.

O veículo, construído a base de materiais reciclados, é compacto e ocupa um terço do espaço de um carro normal. Ele não tem portas e é tão estreito que pode dividir uma mesma faixa de rua com outro veículo. Sua manufatura precisa apenas de 20% do capital necessário para a construção de um carro de Fórmula 1, pois dispensa grande parte da maquinaria pesada usada pela indústria automobilística.

O T25 leva três passageiros, pesa 575 kg e alcança a velocidade máxima de 145km/h. Segundo os idealizadores do projeto, um carro como esse poderia impedir o trânsito em todo mundo, tendo em vista que o Planeta Terra deve atingir 2.5 bilhões de veículos por volta de 2020.

O uso de componentes mais baratos e em menor quantidade oferece aos fabricantes cortes tremendos nos custos e reduz os riscos do investimento. Por isso o preço se torna bastante acessível ao consumidor: US$ 9 mil. Ou seja, é a oportunidade de milhões de pessoas terem um carro, mas sem consumir tantos recursos naturais, como água, energia ou aço. Isso sem falar na diminuição do engarrafamento.

fonte: olhar digital

Interessante. É um conceito correto. Mas pode ser melhor, mais barato e sem queimar combustível fóssil. Aí sim seria nota 10.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.