30 de set de 2010

Google Instant com Censura

Google Instant agora com uma blacklist:
Com ela, certas palavras digitadas na ferramenta de busca não trazem os resultados instantâneos.

Em um levantamento feito pela publicação 2600, foi descoberta uma série de palavras restritas pelo novo serviço de buscas da Google, o Google Instant. A empresa não é conhecida por censurar praticamente nada, mas existem alguns termos que a gigante prefere não exibir automaticamente.

A intenção de evitar resultados pornográficos ou violentos no caso de buscas por outras coisas é boa, e a empresa afirma que essa é uma medida de proteção às crianças, mas algumas dessas restrições podem parecer preconceituosas para quem não entende o funcionamento da ferramenta.

As palavras “bisexual” e “lesbian” (assim como suas traduções para o português), por exemplo, estão na listas das bloqueadas. Ao digitá-las na busca, o serviço para imediatamente de exibir os possíveis resultados. É preciso então apertar o “enter” para mostrar que tais palavras estão realmente sendo procuradas.

Isso acontece porque o Google Instant não usa apenas o que está sendo digitado para mostrar resultados. O sistema também considera dados coletados de buscas de outros usuários, durante anos, para prever o que é que poderá ser escrito em seguida. Este é o mesmo algoritmo das antigas sugestões e do preenchimento automático. As buscas só mostram os resultados exatos do que foi digitado após o usuário apertar o enter.

A medida então seria uma tentativa de evitar que resultados ofensivos apareçam –devido às buscas de outros usuários – quando se procura algo totalmente diferente. Como muitos digitam a palavra “porn” após o termo “lesbian” – gerando resultados impróprios para crianças, o algoritmo da empresa agora não exibe mais links instantâneos para ele.

O site Mashable, ao entrar em contato com a empresa, ouviu de um porta-voz que são feitas mais de um bilhão de buscas por dia, então é preciso de um algoritmo para organizá-las, e eles não são perfeitos, mas garante que a empresa continua trabalhando para aprimorar o serviço – mas sem oferecer informações sobre as próximas mudanças.

Quem quiser conhecer quais palavras estão barradas (ou não) pela Google pode ver a lista completa no site 2600.

autoria: Nátaly Dauer

Mas eu havia falado ao noticiar o lançamento do Google Instant. Não poderiam usar a ferramenta sem qualquer controle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, sugestão ou opinião. Mas não toleramos ofensas, abusos ou spam. Todos os comentários são de inteira responsabilidade do autor. Obrigado.